Atividade do 25 de abril – Em abril, sonhos mil!

E foi assim que recordamos, no dia 11 de abril, os sonhos e as aspirações de todo um povo que em uníssono gritava, «O povo unido, jamais será vencido!».

Foi dos documentos da Torre do Tombo que o Dr. Silvestre Lacerda, Diretor Geral do Livro dos Arquivos e das Bibliotecas, nos proporcionou, uma visualização dos tempos da escuridão. Da PIDE/DGS, das prisões, dos bairros de lata, das escolas fascizantes e opressoras, da censura da imprensa e das opiniões, da fome e do analfabetismo. Tudo vimos, em imagens que se esfumaram com os cravos de abril e as grandiosas manifestações que proliferaram por todo o país.

É no incomensurável edifício do D.G.L.A.B, sito na Torre do Tombo, que as memórias ficam guardadas para além das conturbações sociais, políticas, económicas e sociais. Ali repousam os sonhos de abril e os pesadelos do tempo antigo. Ali, permaneceram sempre jovens os heróis que nos deram a esperança de uma vida melhor. Aquela frase de  Salgueiro Maia, «A liberdade não pode ser concedida, tem que ser conquistada », encarnou o espírito de uma nação que quis a democracia de uma vez por todas e uma liberdade a sério, com paz, pão, saúde e educação.

Os nossos jovens alunos viram, ouviram e não poderão ignorar…